Monthly Archives: janeiro 2021

Hipertenso? Treine à noite!
      │     28 de janeiro de 2021   │     10:08  │  2

Hipertenso? Treine à noite!!!

Como todos nós sabemos, a atividade física vem se mostrando um santo remédio para várias doenças pois tem como característica central a capacidade de aumentar a imunidade do ser humano.

Existem vários estudos acontecendo no mundo e surgiu algo muito interessante para as pessoas hipertensas.

O estudo feito na Faculdade de Educação Física da USP, mostrou que a atividade física realizada no período noturno trouxe ainda mais vantagens aos cidadãos do que exercícios feitos pela manhã.

Primeiro vamos deixar claro que os exercícios em si já trazem esse benefício, que é a diminuição da pressão arterial, basta você fazer uma caminhada leve em qualquer horário e esse fenômeno fisiológico acontece no corpo humano.

A Diminuição da pressão arterial acontece por dois motivos: débito cardíaco, onde existe um aumento considerável de circulação de sangue no coração por minuto e a resistência vascular periférica, nesse caso facilita o sangue passar pelos vasos sanguíneos.

O estudo mostrou que para os praticantes da atividade noturna, a pressão arterial sistólica (máxima) teve uma diminuição considerável do que os resultados das pessoas que praticavam as mesmas atividades no período da manhã. Lembrando que o estudo foi orientado por Profissionais de Educação Física e você precisa fazer o mesmo.

E você também pode ter outro questionamento. E isso ajuda meu sono? Com certeza sim! Porque a partir da liberação dos hormônios do prazer, do relaxamento que atividade física vem te proporcionar, seu sono será profundo e reparador.

Hipertenso, imagine fazer disso um hábito? A sua qualidade de vida aumentará sensivelmente e você terá a certeza que estará mais seguro com a prática de exercícios.

>Link  

O retorno às atividades físicas após festas e quarentena.
      │     22 de janeiro de 2021   │     10:48  │  0

 

Após as festas de fim de ano e com o início da vacinação em massa em nosso estado, as academias e centros de treinamento terão um aumento considerável no número de praticantes nos próximos meses. Mesmo ainda tendo um decreto que restringe a ocupação máxima e determina o uso obrigatório de máscara e álcool em gel, as pessoas estão sentindo a necessidade de praticar atividade física e socializar com outros indivíduos.

E agora, o que pode ser feito para que não haja prejuízo físico neste retorno? CAUTELA!

Quando nós voltamos a fazer atividade física depois de um tempo de inatividade, é necessário ter um período de adaptação.

Segundo a ciência, este período varia entre os indivíduos, porém a média é de 2 a 3 semanas. Isso porque os músculos, ligamentos e tendões precisam deste tempo para aumentar o fluxo de sangue e água em suas estruturas, levando assim, nutrientes  importantes para um bom funcionamento do corpo humano.

Essa base bem feita fará com que você consiga alcançar seus objetivos com eficiência e o mais importante, com segurança.

Essa segurança tem relação ao aumento de imunidade, pois quando respeitamos o limite do nosso corpo, o exercício físico aumenta o mecanismo de defesa do nosso organismo, regulando nossas taxas sanguíneas. Entretanto, o excesso de exercícios pode ter o efeito contrário e, tudo que não precisamos neste momento, é deixar nosso corpo vulnerável.

Algumas dicas muito importantes:

1) Use e abuse dos treinos de mobilidade e flexibilidade, tendo em vista, que seu corpo esteve por muito tempo na inércia.

2) Falando de treino resistido (musculação), as séries e repetições devem ser baixas, com intervalos moderados.

3) Já aos apaixonados por corridas, procure planilhas focadas em baixos quilômetros e/ou tempo.

Eu sei que a saudade de estar com os amigos, de treinar com máquinas em suas academias e até mesmo de sentir a brisa da praia é grande, mas  tudo isso será possível se nesse retorno respeitarmos o espaço e o nosso corpo.

>Link  

Treino aeróbico: Antes ou depois da musculação?
      │     19 de janeiro de 2021   │     10:16  │  5

No momento atual que o mundo vive, onde as pessoas buscam mais por auto conhecimento e cuidados com a saúde física, a prática de exercícios físicos outdoor e indoor teve um grande aumento e dentro deste cenário, essa dúvida da utilização do aeróbico antes ou depois da musculação é muito recorrente.

A resposta mais assertiva está dentro dos seus objetivos, onde temos como os objetivos mais comuns: perda de peso (emagrecimento), hipertrofia e condicionamento físico.

Já que na Educação Física existem inúmeras possibilidades para que alcancemos nossas metas, vamos conhecer 3 estratégias baseadas nos objetivos comuns citados acima.

Para acontecer o emagrecimento mais eficiente, a atividade aeróbica é recomendada após o treino com pesos, pois de acordo com a Medicine and Science in Sports and Exercise, nos primeiros 15 minutos após o treino com pesos, nós estaremos queimando mais gordura do que se fizéssemos ao contrário.

Quando olhamos para a hipertrofia (aumento de força), vale lembrarmos que esse tipo de treino demanda muito combustível dentro dos nossos músculos. Assim, a ciência recomenda a atividade aeróbica após o treino resistido e podemos ir além; devemos priorizar dentro da planilha o aeróbico nos dias de treinos de membros superiores ou após 8 horas de intervalo da última sessão.

O condicionamento físico é algo bem abrangente e está inserido dentro de muitas metodologias e resultados adquiridos, inclusive no emagrecimento e hipertrofia,  mas quando dentro do condicionamento físico, os principais objetivos a serem alcançados são a melhora da capacidade cardio-respiratória, cardio-vascular ou a busca por performance aeróbia (esportes), definitivamente é melhor que seja feito antes do treino de força, porque além de, estarmos com os níveis de glicogênio abastecidos, nós não perdemos a forma adequada e evitamos lesões.

Assim, o treino aeróbico pode ser a chave do sucesso e seguindo essas dicas tornamos nossos treinos mais seguros e eficazes. Procure um profissional de Educação Física, exponha seus objetivos e planeje sua evolução.

>Link